Etiquetas

,

Na adolescência, fora ensinado sobre a necessidade vital de ser intenso. Mesmo assim, vez por outra achava-se em dúvida acerca das possibilidades reais de tamanho desafio. Dentre todas as entregas, uma lhe marcou: certa feita, amou por inteiro e teve seus planos frustrados. Sofreu, sangrou, chegou a concluir que fora enganado; cogitou entrar para o partido dos superficiais. Não queria mais sofrer em vão. Mas quando menos esperava, o amor, este mesmo que lhe rasgara o coração em pedaços e que atravessara sua alma como uma espada afiada, imerso no imponderável, chegou sem aviso prévio, pegou em sua mão direita, puxou-lhe para um abraço e lhe sussurrou ao pé do ouvido: sou a tua cura.

Desde então, amar tem sido seu maior ofício.

Will

Anúncios