Etiquetas

, ,

Cheguei à blogosfera movido por um sentimento incontrolável de indignação. Em janeiro de 2006, nascia o “Cristianismo “Agonizante”. Pelo nome do blog, da pra se ter uma boa ideia do que tanto me incomodava. Passados cinco anos de conversão evangélica (fui católico, crismado e catequizado), não aguentava uma série de posturas do movimento evangélico. Até que um dia, na graduação (bacharelado em ciências jurídicas), fui confrontado por um professor (filósofo e pastor presbiteriano) de Filosofia do Direito que aceitou, bravamente, ler meus rabiscos iniciais: William, o evangelho de Jesus é graça e paz, alegria e esperança. Não se deixe entorpecer com os erros da religião cristã. Cristianismo é celebração da vida a despeito das desgraças de um mundo cruel, inclusive das desgraças causadas pela religião. Fale mais sobre a vida, a graça e o amor de Deus. Teimoso, insisti com o blog. Mas de tanto que agonizou, morreu em 2008 para, a partir daí, nascer um novo blog, um espaço onde o protesto dividiria tempo com reflexões alegres, propostas esperançosas de novos tempos: o Celebrai.

Ainda sofria muito com os desmandos e com as mentiras praticadas em nome de Deus, especialmente pelas praticadas pelos “de casa”, os evangélicos. Até que recebi o conselho de um amigo: pare de sofrer tanto, sorria mais dessas coisas, você não é o salvador dos cristãos. Assim dizia o Victor, um grande amigo que a vida me deu através da religião. Renovado e esperançoso, convidei o Victor pra escrever comigo no Celebrai. Ele prontamente aceitou, o que aumentou a qualidade do blog.

As críticas ao movimento evangélico continuaram, somadas a outras produções textuais, como poesias, crônicas sobre futebol, piadas, tiras, textos de outros blogueiros e autores. O Victor é um cara técnico; viciado em matemática que é, escreve como um acadêmico. Com ele, o Blog cresceu de maneira surpreendente, mas ainda faltava algo. Um dia, em 2010, num passeio pela Livraria Cultura do Conjunto Nacional em São Paulo, convidei outro amigo pra escrever no Celebrai, o Laion. E esse é o cara que faltava pra completar o time. Dono de uma pena leve e poética, Laion Monteiro acrescentou muito ao Blog com sua poesia e ternura. Aos poucos, o que restou do “Cristianismo Agonizante”, morria. Toda aquela indignação apaixonada seria substituída por leveza poética e reflexão teológica.

Apesar de novo (quatro anos), o Celebrai é um arquivo público daquilo que fui sendo do fim da adolescência para o início da juventude, registro das minhas mudanças, chamado por alguns amigos de voluvel demais, rendi-me ao mutatis mutandis que condicionalmente sou. Aqui está o grande detalhe: meus Blogs são memoriais daquilo que estou sendo.

Eis a razão do nascimento de um novo blog: um novo tempo. Eu já não quero somente criticar a religião, pois, pra mim esse é um assunto superado. A religião é falha porque o homem que a constitui assim o é. Interessa-me, agora, refletir sobre política, direito, justiça, sociologia, poesia e literatura – não querendo dizer com isso que não se ensaiará aqui sobre teologia. O que quero dizer é que a vida é bonita, repleta de beleza, e que é a partir dela, a beleza, e sobre ela que refletirei. Diferentemente daquilo que cria, hoje acredito que Deus está no mundo mediante a beleza do mundo, não necessariamente na religião e especialmente nos afetos. Ora, quer mais beleza do que duas histórias que se encontram e se fundem, fazendo-se a partir de então uma só história? O que dizer então de duas ou mais histórias, tão diferentes, que se encontram e se afetam dando luz a grandes amizades? Quanta beleza no abraço do pai no filho, no carinho que uma mãe faz no seu bebê pra que ele durma e se sinta em segurança, na gentileza do rapaz que ajuda uma velhinha a atravessar a rua. Os exemplos são muitos, graças a Deus, o mundo está repleto de beleza, requer-se de nós, portanto, a sensibilidade de enxergá-la. [Palavra de salvação]

Registro aqui meus agradecimentos àqueles que já são mais do que amigos, portanto irmãos: Victor e Laion. Amigos, Caminhar ao vosso lado é uma dádiva de Deus, manos queridos.

E você, leitor, seja muito bem-vindo a um novo tempo, um novo espaço, novas ideias, outros rabiscos; aqui, cenas, fragmentos e dizeres do corpo, pois a vida é rara e cheia de beleza.

Espero que goste.

Por enquanto, www.eafeto.wordpress.com

Muito em breve, um domínio próprio. Mas esse é um mero detalhe.

Bem-vindo ao “Ensaios do Afeto”.

Will

Anúncios