Etiquetas

,

Feche seus olhos e tente imaginar o máximo de pessoas que passaram ou estão na sua vida. Por enquanto, não se preocupe com as más impressões que alguns deixaram tatuadas na sua alma. Preocupe-se em apenas (tentar) mensurar a contribuição deixada por essas pessoas à sua vida.

Num segundo momento, experimente apagá-las de sua história. Sim, esforce-se para imaginar sua existência sem a presença de todos. Vá apagando uma a uma, paulatinamente. Deixe que as pessoas levem consigo, nesse experimento, todas as marcas e instantes das quais elas fazem parte na sua história.

Aqueles que, pela ausência, tomarem-lhe o ar, provocarem-lhe uma lágrima ou um aperto no coração, a esses, há muito se convencionou chamá-los de amigos. Posto que pela não presença, sua vida ficou sem sentido.

Meu primeiro post publicado no blog Bela é a caminhada. Passe lá e curta textos de amigos queridos, galera gente boa.

Will

Anúncios